BlogEstudos bíblicos

O Valor do Homem em Deus

Ouvimos falar que dignidade é um direito do homem. Mas o que é dignidade? O dicionário diz que: é uma qualidade moral que infunde respeito, está relacionado a algo elevado no ser humano. Mas ao olharmos a nossa volta é difícil perceber isso. Ninguém enxerga a dignidade do outro. Nós parecemos estar sempre desconfiados, ninguém parece ser digno. Somos muitas vezes orientados a não confiar em ninguém. Não conseguimos agir de acordo com o valor que o outro tem, mas sim como o valor que damos a ele. Essa desvalorização se traduz em assassinatos, grosserias, prejuízo, usar pessoas como objetos e a lista segue para nos assustar. Mas vamos pensar em Gn 1:27 e Sl 8:4-5. Primeiro eu quero mostrar o porquê nós não enxergamos e ao mesmo tempo buscamos a dignidade humana e depois quero falar onde está a base para valorizarmos o ser humano.

            Gn 3.6 (“Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu; e deu também ao marido, e ele comeu.”) explica porque e como nos tornamos indignos. O pecado nos influenciou a ser como somos; ele desvirtuou a nossa natureza; ele nos fez cair em morte eterna; ele estregou nossos relacionamentos, tanto com Deus quanto com as outras pessoas e por causa dele a imagem de Deus em nós ficou suja, deturpada, turva. Por causa do pecado o salmista fala o seguinte lá em Sl 8:4 “que é o homem, para que dele te lembres? E o filho do homem, para que o visites?”. Nós nos tornamos inúteis diante de Deus, condenáveis por causa de nossa desobediência (Rm 3.12), e por isso essa pergunta faz mais sentido do que parece, porque se nós nos estragamos qual nossa importância?

Nossa importância está no versículo 27 de Gn 1 “Assim Deus criou o ser humano à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”. A imagem de Deus não saiu ou sumiu de nós quando pecamos, ela apenas ficou distorcida, mas ainda está lá, e é nisso que está a nossa dignidade, nosso valor nos é entregue por Deus. O Sl 8:5 diz “Fizeste-o (o homem), no entanto, por um pouco, menor do que Deus e de glória e de honra o coroaste.”, Ele nos coloca como criaturas capazes de receber e perceber a dignidade.

A percepção dessa dignidade por ser vista quando ouvimos muito sobre direitos humanos ou que nós devemos valorizar os seres humanos. E devemos mesmo. Mas a base ou fundamento para isso não está no próprio ser humano ou na sociedade em que ele está inserido, como é defendido por universidades e filósofos, porque os dois são maus e sempre que alguém comete um mau, apesar de ter mil boas atitudes, nós ficamos desconfiados. Não dá pra basear nossa dignidade em algo mutável ou relativo, como o ser humano ou a sociedade, porque pode ser que em algum momento o ser humano perca seu valor e não seja mais respeitado.

Apesar de ser uma boa noticia não basear o valor humano nele mesmo o pecado ainda reside em nós, o pecado mela tudo, mas existe razão para esperanças! E não está nos direitos humanos, nem na ONU, nem no governo, nem na política. Está em Jesus Cristo e nessa época do ano, mês em que comemoramos a Páscoa, nós temos uma ótima oportunidade de perceber o valor que ele nos dá. A Páscoa existe pra nós nos lembremos do que Jesus fez na história com implicações cósmicas de amor e salvação a qualquer um que nele crê. Ele sabe do nosso pecado e se entristece porque sabe o quanto faz mal a nós, por nos afastar dEle. O sacrifício dele na cruz prova o valor que Ele coloca em nós. Jesus morreu para nos salvar do nosso pecado, para que nossa imagem dEle, que reside em nós, mas está turva, se torne cada vez mais limpa até que esteja totalmente resplandecente e perfeita no Céu.

Esse é o modo bíblico de dignidade do ser humano, é assim que podemos e devemos basear nossas ações de valoração do outro, é por causa do que Cristo fez e de como fomos criados que nós somos solidários, lutamos contra a escravidão e os preconceitos. Não agimos pelas pessoas em si, mas pelo Criador que colocou em cada um a sua imagem e a sua semelhança. Honrar a imagem de Deus valorizando e dignificando o ser humano, dá glória a Ele e nos faz mais felizes por cumprirmos nosso objetivo de vida: como diz em Rm 11:36 “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!”.

Weber Sergio

Cristão, casado com Débora, seminarista estudando no Seminário Presbiteriano do Sul. Um servo de Jesus que deseja aproximar a igreja de seu Deus para a expansão do Reino do Céus.

Artigos relacionados

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
0
Adoraria seus comentários sobre isso, por favor, comentex
()
x